Espaço Literário

Marcel Proust

Redes sociais

  • White Facebook Icon

© 2019 por Carlos Russo Jr.

Todos os direitos reservados

“A Morte de Rodrigo Macabeus”

Sinopse: Novela polêmica, densa na aceitação do fluir e do destruir. Ela trata a morte como o grande dilema do ser humano: o horror do fim ou a aceitação do inevitável.

Todas as ações, exceto os fluxos do consciente, transcorrem num único dia, o 10 de setembro de 2001 e o enterro de Rodrigo coincidirá com o ataque terrorista às Torres Gêmeas de New York.

“A Morte de Rodrigo Macabeus” desenvolve a complexa relação entre indivíduo, religião e sociedade, bem como a valorização da vida e seu oposto, a banalização. No fluir do pensar, ele resgata da época da ditadura militar a prática da tortura. O processo de desestruturação psicológica do torturador e do torturado, numa perspectiva de anulação mútua de humanidade.

Os dois personagens centrais, Rodrigo e Cássia, contrapõem-se no posicionamento perante a vida e a morte. Rodrigo apenas vive por viver, não mais possui energia e elã para sonhar. Cássia, sua mulher, tem a fome do existir, crê na possibilidade de um mundo melhor. Os antípodas, entretanto, convivem uma relação complementar, em certa medida presente em todos nós.

O autor resume o espírito guia da novela em uma frase expressa: “Até quando o homem munido de poderes oferecerá aos deuses de sua imaginação, as entranhas de outros homens, expostos nos altares sacrificiais da intolerância e da ganância desmedida?”

Autor: Carlos Russo Jr.

Ano: 2001.

Este site não possui patrocinadores, contamos com doações espontâneas para sua continuidade.

Capítulos

  • A morte dos inocentes

  • A peregrinação

  • Os mercadores do Templo

  • O horto da oliveiras

  • Talitha Kumi

  • A divisão dos pães

  • Incobus

  • Lírios do campo

  • Comunhão

  • Gólgota

  • A crucificação

  • A morte dos inocentes